Baixe a revista educomunicativa produzida por adolescentes do ‘Educomunica! Curitiba’

    0
    155
    views

    A publicação foi resultado de diversas oficinas educomunicativas que trataram sobre direitos de crianças e adolescentes, participação social, fotografia e produção editorial. Ela foi feita para ser publicada durante a Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Curitiba (PR), que ocorreu no segundo semestre de 2015.

    Aproximadamente 20 adolescentes foram selecionados(as) para participar do projeto ‘Educomunica! Curitiba’, cuja o objetivo era participar de formações de comunicação e direitos humanos para então realizarem a cobertura da Conferência. A revista é um dos produtos, entretanto você pode conhecer a página do projeto para saber dos outros materiais realizados ou ler o relatório que resume as principais ações e os resultados alcançados.

     

    10 CURIOSIDADES QUE QUASE NINGUÉM SABE SOBRE A PRODUÇÃO DA REVISTA

    1. A maior parte da revista foi feita antes da Conferência, para que a edição fosse disponibilizada online nos dias do evento;
    2. Os(as) adolescentes receberam as edições impressas e puderam distribuí-la aos amigos da escola, familiares e integrantes das suas redes;
    3. O mural de fotos que fica na contra-capa também foi composta por imagens de outros(as) adolescentes, a convite de participantes do ‘Educomunica!’;
    4. Todos os adolescentes se envolveram com a publicação, em diferentes matérias;
    5. As fotos da matéria sobre preconceito foram produzidas na Praça da Espanha, que ficava pertinho do local onde ocorreu a oficina de produção editorial;

    6. A ideia era que a capa tivesse um(a) adolescente falando no megafone, mas ninguém acabou pegando a responsa de produzir a foto;
    8. Um adolescente que deu entrevista na matéria sobre homossexualidade entregou as respostas escritas à mão, com medo de alguém descobrir ou hackear mensagens enviadas pelo Whatsapp ou Facebook;
    9. Algumas das conselheiras de direitos da criança e do adolescente de Curitiba ficaram decepcionadas pelo fato da publicação não contar com entrevista a nenhum(a) conselheiro(a);
    10. Em pouco tempo, todas as edições impressas acabaram e hoje só é possível ler o material pela web.

    DEIXE UMA RESPOSTA