16 revistas, gibis, e manuais sobre erradicação do trabalho infantil

0
100
views

12 de Junho é o Dia Nacional Contra o Trabalho Infantil. O tema costuma gerar polêmica quando não é discutido por integrantes dos movimentos de defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Um dos grandes motivos pra isso acontecer, acredito eu, é a barreira cultural. Afinal, pra muita gente, trabalhar durante a infância “não mata nem faz cair o braço de ninguém”.

Entretanto, deixar de ser criança, de brincar e de estudar durante a infância tende sim à perpetuação da pobreza, gerando adultos com menos anos de formação educacional, problemas no desenvolvimento físico e emocional, jogando no mercado de trabalho pessoas que vão acabar ganhando piores salários. A quem interessa que o trabalho infantil continue rolando solto? Trata-se de um acidente ou um projeto muito bem arquitetado?

Pra entender a complexidade que envolve esses assuntos, reuni várias publicações interessantes que tratam do tema e coloquei tudinho aqui nesse post. Pesquise, se informe e compartilhe o link com quem quer saber mais sobre a questão! Aprendizado número 1: é melhor usar a expressão “exploração da mão-de-obra infantil” do que “trabalho infantil”. Até porquê, toda atividade que seja pesada, insalubre ou perigosa para crianças é proibida no Brasil; logo elas não estão “trabalhando”, mas sim sendo exploradas.

Adolescentes podem trabalhar a partir dos 14 anos, desde que tenham direitos trabalhistas garantidos, não abandonem a escola e que a atividade seja adequada às suas condições peculiares de desenvolvimento.


REVISTAS

Revista Rolimã, Janeiro de 2014

Revista Viração, Outubro de 2013

Revista Viração, Outubro de 2012

Revista Viração, Janeiro de 2011


GIBIS

Gibi “Turma da Mônica em: Toda criança quer ser criança!”

Gibi “Saiba tudo sobre o trabalho infantil”

Gibi “Trabalho Infantil”, do Ministério Público do Trabalho de Recife (PE)

Gibi “Trabalho Infantil: mitos e verdades”, do Ministério Público do Trabalho de Recife (PE)

Gibi Umuaraminha “Lugar de criança é na escola!”


GUIAS E MANUAIS

Guia “Piores Formas de Trabalho Infantil: um guia para jornalistas”, da Andi Comunicação e Direitos (2007)

“Prevenção e eliminação do trabalho infantil: guia para atores sociais e Comunicadores”, da Cipó Comunicação Interativa e da OIT – Organização Internacional do Trabalho

Manual sobre o trabalho infantojuvenil para profissionais, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte (2013)


OUTRAS PUBLICAÇÕES

“Trabalho infantil: caminhos para reconhecer, agir e proteger crianças e adolescentes”, da Fundação Telefônica Vivo (2014)

Relatório “Brasil livre de trabalho Infantil”, da ONG Repórter Brasil (2013)

Relatório Final da 3ª Conferência Global sobre Trabalho Infantil (2013)

Caderno Temático “Meia Infância: o trabalho infantil no Brasil hoje”, da ONG Repórter Brasil (2014)

DEIXE UMA RESPOSTA