Concurso premiará melhores cartas de estudantes que solucionem problema mundial

0
239
views

Estudantes de todo o Brasil podem escrever uma carta para ajudar a solucionar um problema mundial e acabar recebendo prêmios que vão beneficiar a si e a suas escolas. Até o dia 17 de Março, ficam abertas as inscrições para o 46° Concurso Internacional de Redação de Cartas que, no Brasil, é realizado pelo Correios mas promovido mundialmente pela União Postal Universal (UPU).

A proposta da edição do concurso neste é: “Imagine que você é um(a) assessor(a) do novo secretário-geral da ONU – Qual é o problema mundial que você o ajudaria a resolver em primeiro lugar e de que forma você o aconselharia para isso?”. Que desafiador, né?

A escola tem que se envolver
Quem escolhe as cartas pra participarem do concurso é a escola, que dentre todas as propostas de texto, deve selecionar e enviar, no máximo, duas redações. Pode parecer óbvio mas os textos devem utilizar a linguagem de uma carta, com caneta esferográfica preta ou azul (não pode ser texto digitado!) e não ultrapassar o limite de 900 palavras.

Regulamento
Clique aqui para baixar o documento com todas as regras do concurso! A ficha de inscrição está aqui e o formulário de redação neste outro link aqui.

Todo mundo sai ganhando
O(a) estudante vencedor da fase nacional leva um troféu e R$ 5 mil, além de representar o país na fase internacional; a escola recebe R$ 10 mil. Os três finalistas da etapa estadual e as escolas desses(as) estudantes também vão receber prêmios em dinheiro.

Dica de Ouro
Você pode acessar o site da Organização das Ações Unidas no Brasil e se informar sobre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que são iniciativas que substituem e ampliam os 08 Objetivos do Milênio para escrever a sua carta. Esse conjunto de objetivos foi lançado em setembro de 2015 durante a Cúpula de Desenvolvimento Sustentável e discutida na Assembleia Geral da ONU, onde os Estados-membros e a sociedade civil negociaram suas contribuições e metas para a construção de um mundo melhor.


Texto com informações do Blog dos Correios.

DEIXE UMA RESPOSTA