6 dicas de atividades educomunicativas com a animação da obra ‘Morte e Vida Severina’

0
230
views

O canal de Youtube da TV Escola disponibiliza gratuitamente o longa-metragem de animação ‘Morte e Vida Severina’, da obra de João Cabral de Melo Neto, que conta sobre as dificuldades encontradas pelo retirante nordestino Severino, que sai do sertão para o litoral de Pernambucano em busca de uma vida melhor.

Ao longo de aproximadamente 50 minutos, o texto original de João Cabral (de 1956) ganha vida com a animação 2D dos traços do cartunista Miguel Falcão. Basta dar o play no vídeo, logo abaixo:


DICAS EDUCOMUNICATIVAS
O vídeo pode ajudar a subsidiar várias atividades educomunicativas! O Portal Universo Educom elencou 6 dicas básicas de como utilizar o vídeo em sala de aula e em oficinas de educomunicação. As sugestões ajudam a trabalhar a multi e a transdisciplinaridade dos conteúdos 😉

1. Releitura visual dos desenhos para as aulas de Artes
Mostre para os(as) educandos(as) as principais características dos traços artísticos de obras expressionistas, futuristas, modernistas, clássicas, neo-realistas, mosaico, colagem, pontilhismo, aquarela etc. Depois, incentive-os a escolher uma das imagens do cartunista e fazer uma releitura do desenho de acordo com alguma das diferentes formas de expressão artísticas citadas anteriormente. Um jeito interessante da turma perceber as sensibilidades artísticas dos(as) colegas enquanto aprendem sobre os diferentes tipos de influência artística ao longo da história.

2. Vegetação e biomas na aula de Geografia
A Caatinga é exclusivamente brasileira e ocupa cerca de 11% do país. É o principal bioma da Região Nordeste e, segundo o Portal Brasil, ocupa 83% do território pernambucano. Os(as) educandos(as) podem ser incentivados a identificar no filme, os principais elementos (objetos, cenários, plantas) que caracterizam aquele bioma. Podem também pesquisar as diferenças entre os biomas do Cerrado e da Caatinga, produzindo um quadro que compare os dois e os ajude a não confundi-los.

3. Discutindo a reforma agrária na aula de Sociologia
Quando não tratada de forma contextualizada, a reforma agrária no Brasil pode gerar muita polêmica e falsas impressões sobre esse assunto. Após assistir o vídeo, a turma pode ser incentivada a pesquisar o que significa o termo ‘reforma agrária’ e o que a legislação brasileira diz sobre ela. A turma pode ainda tentar entrevistar integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para ouvir o que eles tem a dizer sobre a importância de uma distribuição de terra mais igual em nosso país e os impactos que isso pode ter na alimentação, na saúde, no comércio e na economia do país.

4. Produção de cordel na disciplina de Língua Portuguesa
Faça um levantamento com a turma sobre quais são as características da literatura de cordel. Na sequência, incentive-os(as) a produzir um cordel que traga situações do cotidiano da escola. A atividade ajuda a desenvolver as habilidades poético-criativas e de redação de um novo gênero literário que vai além das tradições redações descritivas e argumentativas. O bacana é que junto ao texto, também podem ser criados desenhos e a encadernação artesanal das obras. Se possível, digitalize as páginas e publique-as em formato PDF no blog da turma ou da escola!

5. Debatendo desigualdades sociais em Filosofia
Que tal dividir a turma em grupos e pedir pra eles pesquisarem como diferentes personalidades da sociologia e da filosofia compreendem as desigualdades sociais. Um bom ponto de partida poderia levar em consideração o que pensavam Aristóteles, Jean Jacques Rousseau e Karl Marx. Imagina a cara deles quando descobrirem, por exemplo, que Aristóteles achava absolutamente compreensível que algumas pessoas nasceram pra ser escravizadas e outras para governar?!

6. Sustentabilidade e processos de desertificação em aulas de Ciências Naturais e Biologia
Segundo o site Brasil Escola, a desertificação é ‘o processo de degradação da terra nas zonas áridas, semiáridas e subúmidas secas, resultantes das atividades humanas ou de fatores naturais (variações climáticas)’. Que tal fazer a turma refletir se o Estado de Pernambuco, local onde se passa ‘Morte e Vida Severina’, está ameaçada de sofrer com a desertificação? Outros grupos podem buscar informações sobre quais Estados brasileiros correm o risco de sofrer com a desertificação e quais as consequências socioambientais caso isso ocorra.

 


Essa matéria faz parte das ações do portal Universo Educom em comemoração à Semana e Mês do Meio Ambiente.
Espalhe, divulgue, compartilhe!

DEIXE UMA RESPOSTA